Monodiálogos no MSN – parte II

Outra colega minha de MSN, em 24/02/09, diz:

Oi.

(…)

Tava aqui lembrando minha agenda da semana… Muitas coisas a fazer quinta e sexta… Tô achando meio chato esses Leskut. Meio monossilábico. Alguns recadinhos (incluo os meus também). Blaaaaaaa. Confesso que preciso de dinamismo. Sim. Ainda resta algum? Posso até prever o futuro do Leskut na sua vida. Peraí, deixa eu limpar minha bola de cristal. Para ver o futuro o valor fica mais caro. Quanto você tá disposta a pagar? É? O quê? Hm. Espero que você não morra antes de experimentar cada uma dessas coisas… (…) Sim. Uma parte… Hoje tô sem produzir. Feriado… Meio chatinho… Tá acabando… Quinta volto a trabalhar. Acho que eu queria mais uns dias… Trabalho com teatro sábado e domingo. Quero um pouquinho ócio saudável.

Poxa, uma menina do Leskut acabou de perder a gatinha dela (morreu)… E aí nem conheco ela… E ela pediu para ficar conversando com ela… O bicho de estimação. Vou assumir a psicóloga porque sei que quase morri quando o meu cachorro morreu. Era gata. Que horror, Isabela! Tome um coração para acentuar sua doçura… Ah! E tome um gato e um cachorro. Eu não, você vai detonar. Ela tá fazendo o enterro da gata agora. Pai nosso que estais no céu… Pai nosso que estais no céu… Eu não queria nem rir. Não vale. Eu tava distraída. Vou mostrar minha boca sexy a ela. Chamar o quê? Você quer ver eu mostrando minha boca a ela??? Ela tá enterrando a gata agora. Aff. Sim, sei. Uma cena surrealista. Um sarapatel de Almodóvar. Deve tá. Ela disse que o rapaz que ia enterrar tinha chegado. Ai eu sei… Pode ter enterrado num jarro de plantas dentro de casa. Que péssimo nossas especulações. Tá fazendo o quê? Escrevendo? (…) Certo. Ok. Vou fazer um comentário. A respeito de outra coisa. Tô perdendo o interesse nas pessoas que… Sei lá como digo… Pode parecer petulância… nas pessoas que comentam sem fundamento. Tipo a menina do gato aqui. Acho que se você sabe ou gosta de algo… Você tem que estar fundamentado para discutir a respeito. Tô tentando explicar. Sim, brincando. Sim. Mas tô falando de conversa séria. Acho a palavra inteligência um tanto besta de ser usada. Mas vou usar. Não. Calma. Não vou chamar de área. Tô dizendo que discursos triviais se repetem, e eu não tenho paciência. Pronto. As pessoas falam por falar e repetem idéias comuns. Normal, mas o exagero cansa. Isabela, será normal a pessoa falar tudo no diminutivo ou pendendo para o lado infantil: au au, gatinho, bebezinho, etc??? Eita, que mudei de assunto. Hm. Bom saber. Achei que uma perda poderia causar isso. Sim. Já, e o pior: agora tô imaginando a cena.

Bela, saudade de tu! À tarde sim. E à noite. Manhã dou aula. Horário bom. A parte boa, né. Isabela, me manda um pizza. Por favor. Poxa. Me dá o tel dele. Tô com preguiça de jantar. Mas tô com fome. Vou comer tenho que enterrar de 15 a 20 quilos. Comer não, perder. Tô com o funeral na minha cabeça. Pois é… Vá fazer xixi. Bom fazer xixi, né. Uma experiência de alívio. Tô desejando uma pizza. Pensando na pizza. Criando coragem para escovar meu cabelo. Afffffffffffff. Pois é. Amanhã vou sair cedo. E meu cabelo tá feio. Tá. Quero cheio de pontas. Bem louco. Poxa, pensei que era o meu. Ai, que medo. Olha eu com cabelos vermelhos. Cara de quenga. Sim. Tava menos gorda também. Ôôôôôôôôôôôô… Cabelos virgens. Teu cabelo é legal. Acho um saco também, mas meu cabelo tem que ser domado. Vou cortar o meu… Ele cresce rápido demais… Mas tem sentido ao cortar você tira as pontas ressecadas que impedem o crescimento… (vamos abrir um salão?) (risos) Você. E é? E eu? Pego o dinheiro. Quero ser a moça do dinheiro. Tá. Sou a menina lésbica (Anabelle), pego todas também. A que fica com a professora Simone. Você tem aula de inglês todos os dias é? 2 horas/aula? E tens paciência? Um dia terei que ter. Assim… Curso, curso completo, não. Na verdade não domino tanto. Não. Hm. (…)

Vamos ao proximo leskontro???? Não queria ir só. Vi que seria na Bolsa de Valores naquele domingo. Não sei. É aquela menina da Aeso que divulga. Tenho amigas lésbicas, sim. São. A que faz fotografia… De cabelo meio curto. Tem. Pera. O nome dela é Rachel. Por que você perguntou se eu tinha amiga lésbica? Porque minhas amigas não têm Leskut. E a maioria namorando. Bom… A maioria que namora não entra no Leskut. Encontra sapinhas. Não. Mas perceba que a maioria é solteira. Ou pelo menos diz. Hm. É. Parece. São, sim. Bem mais. Eu já fiz isso. Mas não é todo mundo que leva numa boa. Pois é… Sempre defendo a idéia de que se nós (homo) não nos beijarmos em via pública, sempre vai paracer que nossas relações deverão ficar às escondidas. Achei ótimo quando no Shopping Boa Vista fizeram o Dia do Beijo. Pena que é uma ação isolada. Um segurança não permitiu que dois meninos se beijassem no shopping… Eles tacaram um processo… Foram indenizados… Um trecho de uma lei que fala a respeito de preconceito sexual como crime teve que ser pregado pelas paredes do shopping e o povo do Leão do Norte (grupo a favor dos direitos homo) foram ao shopping e 25 casais se beijaram. História do Recife? Não sei exatamente. Eu fiquei sabendo do Marola também. Não. E você? Tenho que ir. Vou organizar aqui uma bagunça para ir dormir.

Boa madrugada. Beijos. Até.

Uma resposta to “Monodiálogos no MSN – parte II”

  1. Suchi Says:

    Rachel é a mais famosa das sapas de Recife.
    Olha só… hahaha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: