Agora falando sério

Está certo. No último post estava eu chorando minhas pitangas… “Cansei, cansei” …  Aí tive a idéia de pôr piadas aqui no blog. É que quando canso mentalmente o que me sobra de vontade de ler são piadas, pérolas e bobagens.

Já estava olhando as piadas mais do tipo que eu gosto…

Concentrada, Aninha tentava furar o olho de um canário com uma agulha. De repente, seu irmãozinho mais novo entra correndo na sala:

– Mana, mana, aconteceu uma tragédia! A vovó estava fazendo tricô na varanda e alguém esbarrou na sua cadeira de rodas. Ela caiu pela escada e foi parar no meio da rua. Aí veio um caminhão enorme e passou por cima dela… Não sobrou nada da velhinha!

– Puxa, Pedrinho! Não faz eu rir, senão eu erro o olho do canário!

Aí eu me perguntei (porque isso aqui não é a casa da mãe joana, o blog é semi-temático): será que tem piada de lésbica? Tem. E não é que tem?

A moça entra no confessionário e diz:

– Perdoe-me padre, porque eu pequei.

O padre responde:

– Diga seus pecados e será perdoada.

A moça diz:

– Ontem à noite minha namorada fez amor comigo sete vezes.

O padre pensa um pouco e diz:

– Pegue sete limões e esprema-os. E depois tome o suco, sem açúcar!

– Isso me livra do meu pecado? – pergunta a moça.

– Não, minha filha. Mas pelo menos tira este ar de felicidade da sua cara!

E de gay, de gay tem mais.

Depois de uma noite inteira bebendo, dançando e se acabando naquela boate gay, as duas bichas resolveram ir embora. A primeira bicha, pediu:

– Amiga, tô bêbada! Você dirige o carro pra mim?

A outra concordou e lá foram as duas pro carro, estacionado em uma vaga apertadíssima. A bicha deu uma ré e acabou batendo no carro de trás. Colocou uma primeira, bateu no da frente. Tentou dar outra ré e bateu com tudo no carro de trás de novo. Foi sair daquela situação e bateu no carro da frente. A bicha passageira, que já estava se irritando com aquela cena, perdeu a calma:

– Bicha! Você não sabe dirigir, não?

– É claro que eu sei, sua boba! Só estou extravasando meu lado feminino…

Mas então… Descobri que o leque de piadas lésbicas, assim como o de literatura lésbica, é limitado. Vi várias num blog chamado Mentes Coloridas (aqui: piadas lésbicas partes I, II e III), e algumas curtinhas soltas na web.

– O que faz uma lésbica subir pelas paredes? Uma racha dura no teto.

– Qual é o cúmulo da desorientação? Três lésbicas cegas num mercado de peixe.

– Qual é o nome correto, de se chamar uma lésbica? Vaginateriana!!!

Sim, eu desisti… Minha preferência pelo humor negro persistiu, e, realmente, ri mais com a o Joãozinho.

Joãozinho entra no bordel puxando num barbante um sapo morto. Ele deixa uma nota de 100 no balcão e diz:

– Quero uma mulher!!

A cafetina olha para ele diz:

– Você não acha que é um pouco jovem para isso?

Ele deixa uma segunda nota de 100 no balcão e repete:

– Quero uma mulher!

A cafetina diz:

– Tá certo, senta aí que vem uma dentro de meia hora. Ele deixa uma outra nota de 100 e diz:

– Ela tem que ter gonorréia! (Pra quem não sabe o que é, uma doença venérea menos grave)

A mulher começa a perguntar por que, mas ele deixa uma outra nota de 100 e repete:

– Gonorréia!

Ela responde:

– Tá, tá bem. Espera cinco minutos.

A profissional do sexo chega, eles sobem (ele arrastando o sapo morto) e ela faz seu trabalho. Quando ele está saindo, a cafetina pergunta:

– Tudo bem, mas por que você queria alguém com gonorréia?

Joãozinho:

– É que quando eu voltar para casa, vou transar com a babá, quando o papai voltar para casa, ele vai transar com ela. Depois, ele vai transar com a mamãe. Amanhã de manhã, depois que o papai sair para o trabalho, o leiteiro vai transar com a mamãe. Aquele filho da mãe atropelou o meu sapo!

Então, assim… Falando sério. Eu aqui no maior mau humor, sem saco pra caralho. Ainda assim de muita boa vontade, querendo ser boazinha. Tem coisa tão eficiente quanto piada para fazer uma pessoa sorrir. Gargalhar, ficar com a pele bonita, Mais eficiente, acredito. Assim, tipo. Uma sugestão, para quem quer ficar mais expert (você pode comprar um de outra autoria também). Ou ler, ou ler. Ler pode ser estimulante. Mas assim, se você simplesmente não estiver afim, ou não tiver idade (+ de 18) tem umas coisas legais que eu vi enquanto navegava…

Tipo uns testes de personalidade, bem legais. Este aqui, interessante. E este, mais ainda. Deste site. Também vi outros testes em outro, se bem que achei esse último meio trash, mas tudo bem.

Aproveitando o momento, tem umas coisas sobre astrologia (que eu acredito), num site em que fiz e adorei, um mapa astral (de graça). Simplezinho, mas bateu praticamente tudo. Como esse de numerologia. Tem mais testes de coisas esotéricas nesse site, mas eu desconfio da maioria, e desconheço muitas dessas coisas…

Enfim,  até a próxima.

6 Respostas to “Agora falando sério”

  1. Walter Says:

    Eu ri com pedrinho e joaozinho😀

  2. Quel Says:

    Bela… a piada do cowboy português é ótima… eu acho pelo menos…

    se quiser dar uma olhada… fique a vontade!!! =D
    espero que goste… e pelo menos consiga dar uma risadinha…

    Um português, vestido como cowboy, com chapéu de cowboy, camisa de cowboy, calça de cowboy, cinto de cowboy e bota de cowboy, entra num bar e pede uma bebida.
    Ao seu lado está uma moça que olha para ele admirada e pergunta:
    – Você é um cowboy de verdade?
    O sujeito responde:
    – Bem, passei minha vida toda a criaire gado, a domaire cavalos, a consertaire cercas… Acho que eu sou mesmo um cowboy!
    Em seguida, ele pergunta o que ela é.
    – Eu nunca estive numa fazenda, portanto não sou um cowgirl… – responde a moça sorrindo. – Na realidade, sou lésbica. Passo o dia pensando em mulheres. Assim que acordo, penso em mulher. Quando eu como, tomo banho, assisto televisão, qualquer coisa que eu faça me faz pensar em mulher.
    Pouco depois ela vai embora.
    Passado um tempo, um casal entra no bar e senta ao lado do cowboy. A moça olha para ele e pergunta:
    – Você é um cowboy de verdade?
    – Bem… Eu sempre pensei que fosse… – responde o português – ..mas acabo de descobrir agora que sou lésbica.

  3. Mallika de Lakme Says:

    Eeeei. Falei hoje dessa coisa de bolacha não ter muita intimidade com o humor..
    “O que faz uma lésbica subir pelas paredes? Uma racha dura no teto.”
    hauhauahua.. essa é simpatiquinha, hein?
    Mas a do limão é adaptação de piadinha hetero.
    Agora, a da Aninha furando o olho do passarinho .. nossa, que saudade! Essa foi minha piada de cabeceira durante décadas… k k k k k
    Era essa e aquela do Joãozinho com o dedo melecado: “olha mamãe, a moleira do pedrinho ainda tá mole!”
    Adoooro.
    Xêro!

  4. Mara Esteves Says:

    Eu também adoro piadas de humor! Aliás, há outras coisas que adorei… Ah, na verdade adorei o blog todo! Me diverti muito.

    Bejos.

  5. Mara Esteves Says:

    Eu adoro piadas de humor negro! Aliás, há outras coisas que adorei… Ah, na verdade adorei o blog todo. Me diverti muito.

    Bejos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: