Smelly & eu – a vida e o amor ao lado do gatinho mais fofo do mundo

A alguns meses atrás minha vontade de era criar um gatinho. Decidido aqui em casa, procuramos um filhote para adotar. Com apenas uma condição: tinha que ser preto; também de preferência, fosse macho. Logo chegou a notícia de que uma amiga já o tinha. Mas faltava desmamar, estava muito novinho. Um mês e meio e estaria grande o suficiente para viver sozinho.

Aqui em casa foi aberta uma discussão: qual seria o nome do gato? Pensei em Xuxa. Xuxa, um gato preto? Não, não combina. Então propus Smelly. De Smelly Cat, a musiquinha que a Phoebe de Friends canta no Central Perk especialmente nas primeiras temporadas. Em inglês significa “fedorento”, e houve uma certa resistência pelo preconceito semântico-lingüístico da família. Espero que a mãe jamais descubra a tradução da letra.

Meu irmão citou Cérbero. O cão mitológico de três cabeças que guarda a entrada do inferno. (…) Eu citei Bastet, a deusa egípcia com corpo de mulher e cabeça de gato. Nãão, muito passado, muito óbvio. A mãe queria um nome de fada ou duende… Também não concordei com isso. O irmão quis Merlin, o nome do mago, e não arredou pé. Decidi por Smelly mesmo. O gato é meu, eu que escolho o nome.

Primeiro dia

Numa terça-feira fui buscá-lo à noite. Bebê gato veio dentro da minha mochila. Deu-me recomendações e pediu-me para tratá-lo bem. Claro, garati ficaria tudo bem, afinal de contas, só faria com ele a experiência da Coca-cola com Mentos. Assustado e curioso durante o caminho inteiro, chegou em casa e sociabilizou rápido com a vovó. Calminha, calminha ( ?! ) ela ficou com o gatinho no colo, parecia que tinha tomado três lexotans ao vê-lo. Mais tarde chegou titio gato. Bebê gato também dele gostou. Mas titio quis chamá-lo de Merlin, Smerlin, o diabo, ao diabo com esses nomes.

Segundo dia

O medo da primeira noite (das primeiras), foi o choro, ou os miados. Bebê Smelly não teve esse problema. Bravamente dormiu cheio de maturidades sozinho em sua caminha improvisada. A outra preocupação foi que eu nunca cuidara de um bicho de verdade. Apenas do tamagotchi, quando criança, e ele nem sempre sobrevivia.

De manhã logo cedo acordei e fui olhar ele, se precisava de comida. Comeu, e fui deitar de volta com sono, esquecendo a porta aberta. O gatinho veio de fininho, subiu pulando e ficou lá, tocando o terror na cama. Dei afagos e carinhos, mas gatinho preto só queria saber de pular, correr, unhar e morder com carinho. Mamãe gato teve que sair, e deixou gatinho preso no banheiro de serviço. Afinal, sozinho e solto em casa, não podia.

Terceiro dia

Do segundo para o terceiro dia bebê gato já estava familiarizado. Dormiu na cama de mamãe feliz da vida e cheio de vontades. Aliás. Com muitas vontades. Para dormir? No travesseiro da mamãe. Exige espaço, nem que seja compartilhado. Bebê gato, mamãe gato descobriu, tem um rei na barriga. Quer qualquer coisa, mia. Mas nesse terceiro dia aconteceu algo novo. Gatinho usou pela primeira vez sua caixinha de areia. Fez caquinha, cobriu a caquinha de areia, e limpou as patinhas depois no pano de chão. Mamãe gato viu tudo. Quase morreu de orgulho.

Quarto dia

Esse foi o dia em que gatinho descobriu todos os cômodos da casa e, principalmente, o quartinho de trás cheio de coisas armazenadas. Ficou lá intocado curtindo a poeira e brincando boa parte do dia.

Quinto dia

Smelly conhece sua bisa gato. Bisa gato afirma ser Smelly uma fêmea felina. Olhando bem, mamãe gato conclui ser mesmo fêmea, afinal, não vê os ovinhos; e ela não levanta a patinha ao fazer xixi. Mas também não muda o nome da gata para “Smellynda” (putz, nem falo…). Aí fica gatinha Smelly…

Sexto dia

Domingo Smelly brinca muito pela manhã. Com as crianças, enquanto mamãe gato dorme. Tirou um cochilo atrás da bíblia e me fez procurá-la um bom tempo, pensando que tinha fugido. Neste dia mamãe gato descobre que bebê tem zoião por comida. Depois de garatir à gatinha um delicioso pires de ração, mamãe delicadamente vai pôr seu almoço. Smelly – de barriga cheia – mia e mia, e mia e mia, só falta pular em cima da comida. Trancando a gata no quarto, mamãe come na sala. Leva a louça à pia, e solta a gatinha. Com sede, pega sua garrafa de Fanta para beber. Antes fosse só comida. Smelly também quer bebida. Mia pela laranjada, quer tomar no gargalo também, que nem a mamãe.

Sétimo dia

Segunda mamãe acorda e bebê gato muito muito mia. Come e mia. Bebe e mia. Gatinha está com barriguinha inchada, mamãe nota. Mas o que há??? Doentinha? Não se sabe. Mamãe sai, tem que ir. Volta, bebê continua do mesmo jeito. Titio gato diz que bebê é veado (afinal mudou de sexo), mamãe gato diz que bebê é sapatão, e assim chega no outro dia.

Oitavo dia

Dia de veterinário. Bebê não melhora, vai ao médico. Ou médica, que as coisas até agora estão muito trocadas. Ela o examina, e dá o veredito: é macho. Macho? Que bom! (/vergonha…). Bebê gato – garanhão, reprodutor e viril de mamãe. Então a médica passa remedinho, e bebê já já está saudável. Foi medicado, tomou um banho (sim), ficou à noite deitadinho do sofá tristinho assistindo novela, mas na quarta-feira já voltou a brincar.

Enfim, está sendo uma experiência maravilhosa. Smelly já tomou seu primeiro banho, já cortou as unhas, usa a caixinha de areia, come direitinho, dorme pela casa, se sociabiliza com as pessoas. Um novo membro da família. O bebê, por exemplo, mexe no meu cabelo, dá carinho, e até fala com as pessoas no MSN.

Smelly

6 Respostas to “Smelly & eu – a vida e o amor ao lado do gatinho mais fofo do mundo”

  1. Marcia Paula Says:

    Não esqueça de esterilizá-lo. Lindinho! Adoro de paixão os felinos.Beijos.

  2. Isabela Says:

    Que lindo ele *-*
    Ainda terei um bichinho de estimação!
    Bjos

  3. Quel Says:

    Bela, estou tao feliz por voces! =D
    Espero que de tudo certo, cuida bem dele hein!

    Boa sorte! =D

    Beijao

  4. liliancmoreira Says:

    Amei seu blog!🙂 Vou passar mais vezes por aqui. Um Beijo!

  5. Walter Says:

    haha, adorei smelly, quero conhecê-lo em breve.🙂

  6. Frick Says:

    *_* Que lindinho! O nome também é fofo!😄
    Foi realmente uma experiência emocionante conversar com o Smelly no msn hehehe Curte bastante ele, viu!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: